jusbrasil.com.br
21 de Setembro de 2019

5 textos de advogados que você deveria ler, além do meu

Pedro Custódio, Advogado
Publicado por Pedro Custódio
há 2 meses

Desde quando comecei a escrever por aqui, ler os textos de outros autores também se tornou um hábito. E, cara, você encontra muita coisa boa.

Naturalmente, alguns textos me chamaram a atenção, não por compartilharem uma “técnica matadora” que iria lotar minha agenda de clientes pagantes, mas, sim, por apresentarem um relato pessoal, uma forma diferente de pensar, de agir ou de se superar.

Um detalhe: são textos escritos por advogados.

Aqui no meu navegador eu tenho um pasta só para salvar esses conteúdos. A chamo de “arquivos de referência”, e hoje decidi abri-la e listar alguns desses textos que me inspiraram ou me ajudaram em algum momento de dificuldade.

Espero que seja útil pra você também.

Meu início na Advocacia: ainda bem que fracassei nos primeiros meses - Evinis Talon

Nesse texto, o ex-Defensor Público, Evinis Talon, fala sobre o seu fracasso nos primeiros meses de advocacia e o que ele fez para mudar isso. Evinis fez questão de compartilhar sua realidade hoje. Além de conseguir trabalhar de pijama, tem total liberdade geográfica.

Uma história inspiradora que me ajudou a parar com as desculpas e assumir as minhas próprias merdas - e suas consequências, claro.

Virei muitas noites estudando tudo que encontrava sobre empreendedorismo, marketing pessoal e de conteúdo, prospecção, negociação, networking e tudo que fosse útil para começar a ter clientes.
Eu sabia de duas coisas: a culpa era minha e precisava começar a ter lucro rapidamente. Dessa forma, a solução era me preparar da forma mais rápida possível. Quando não há uma forma de voltar atrás, o único caminho é para frente. - Evinis Talon

Ação ou Estagnação profissional? Você decide! - Fátima Burégio

Se você já leu algum texto da Fátima Burégio deve ter percebido o seu jeito único de escrever. Nesse texto, a autora traz uma reflexão muito interessante e criativa sobre o poder da ação e de não se conformar com os resultados ruins, lembrando da história do próprio Jusbrasil que, de uma empresa com os dias contados, se reinventou e hoje tem milhares de acessos e produtos incríveis.

A lição que tirei desse texto? As mudanças na sociedade, nas leis e os nossos próprios erros sempre exigirão novas estratégias e novas formas de pensar e trabalhar. Sorria, reveja o seu plano, e siga em frente.

Se eu quiser, se eu me esforçar, se eu perseverar, se eu me capacitar, se eu não me conformar com a mesmice, é certo que não precisarei de grandes milagres, pois eu mesma farei uma revolução em minha vida! - Fátima Burégio

Os primeiros passos na advocacia - Paulo Arruda

Um relato bem sincero de um advogado tímido que não tinha dinheiro para abrir um escritório, morava longe de casa, não tinha contatos nem influência. Paulo conta como conseguiu seus primeiros clientes a partir de uma fórmula que ele sabia que daria certo. E deu!

O Paulo me mostrou que qualquer advogado pode começar "do zero"!

Temos uma tendência ao pessimismo, pois quando somos crianças é comum nossos pais afirmarem que “somos ruins nisso ou naquilo”, mas agora, cientes dessa tendência, temos que virar essa chave, focar nas nossas qualidades, desenvolvê-las da melhor forma, sem medo, pois o mercado está aí, pronto para recebê-los (as) de braços abertos (e cheio de honorários rs). - Paulo Arruda

O fundo do poço da Advocacia: revoltar-se ou fazer alguma coisa? - Ricardo Orsini

Se tem um assunto que não quer calar entre os advogados é o aviltamento dos honorários. Embora tenha sido publicado há 3 anos, o texto do Ricardo Orsini continua atual e apresenta uma alternativa muito interessante para que o advogado deixe de brigar por preço no "varejão do contencioso" e seja devidamente valorizado: o reposicionamento.

Confesso pra você que eu tinha muita dificuldade em precificar os meus serviços e me sentia desanimado por não ter o retorno financeiro que eu esperava. Mas entender que a advocacia é um negócio - no sentido empreendedor da palavra - girou uma chave importante na minha cabeça e me ajudou a ampliar as oportunidades.

É preciso pensar fora da caixa e assumir uma postura de inovação e empreendedorismo na Advocacia. Estratégias que, no passado, funcionaram para os grandes, já não funcionam para os que ingressam no mercado ou ainda não consolidaram a sua marca. Tudo mudou: percepção de valor dos clientes, os preços, os serviços, os sistemas e a maturidade do mercado. - Ricardo Orsini

O poder de sair da crise e viver bem da advocacia está na ponta dos seus dedos - Sérgio Merola

Muito se fala sobre marketing jurídico e como conseguir clientes através da internet, mas poucos mostram na prática como fazer isso. O Sérgio Merola fez questão de compartilhar nesse texto a sua estratégia e os resultados que conseguiu produzindo conteúdo para o seu público-alvo.

Se você acha que é algo muito difícil de se fazer, vale a pena ler o texto do Sérgio. Depois, dê um jeito de dar o primeiro passo, como ele mesmo aconselha.

Foi-se a época que as pessoas só contratavam advogados por meio de indicação. O processo de geração de autoridade passa, inegavelmente, pela capacidade do profissional de gerar conteúdo relevante que cause impacto em seus clientes. Hoje, o sucesso do nosso escritório está diretamente ligado à produção de conteúdo focado em nosso público-alvo. - Sérgio Merola

E aí, gostou dessa lista de textos? Tem algum que ajudou você também? Compartilha comigo nos comentários!

Publicado originalmente em pedrocustodio.adv.br

43 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Olá, Pedro!

Que bacana que nosso texto te inspirou!

De fato, a produção de conteúdos foi o divisor de águas em nosso escritório, e por isso sugiro a todos que comecem o quanto antes!

Grande abraço! continuar lendo

Vc tem razão, caro Merola!
No meu caso, iniciei a escrita quando ainda era Acadêmica.
Tais escritos influenciaram bastante a minha marca e foram fatores importantes no crescimento da minha banca.
Foi uma parceria que deu certo.
Amo escrever.
Saber que ao escrever, posso impulsionar ainda mais os meus negócios, junto, como diz aqui em Pernambuco : 'o gosto com a vontade' e sigo triunfante!
Um abraço! continuar lendo

Digo o mesmo, Sérgio!

A produção de conteúdo mudou muita coisa por aqui também, tanto em negócios como a possibilidade de conhecer pessoas incríveis!

Obrigado pelo seu comentário!

Abraços! continuar lendo

Olha sou um advogado novo, só tenho 2 anos de estrada no primeiro ano passei muita dificuldade até pra ganhar mil reais em um mês era muito. A partir do segundo ano que as coisas começaram a clarear, e percebi que o item mais forte que me fez abrir uma cartela atualmente de 80 clientes, foi ouvir oque eles tinham a reclamar sobre a categoria. Muitos vinham fazer consulta comigo mesmo já possuindo advogado na demanda, apenas para saber se oque ele dizia era verdade. Depois disto, percebi que o mais importante, e oque os clientes mais se atraiam era por um advogado transparente, após comecei a ser o mais sincero possível mesmo que me prejudicasse. Imprimia sentenças para os clientes entenderem oque estava acontecendo no processo, já avisava antes de entrar com o processo o risco de ganhar ou perder, muitas vezes avisei que não valia a pena tentar porque não iria dar em nada e a pessoa só ia gastar dinheiro pagando meus honorários. Já avisei pra muitos clientes que se as condições financeiras deles fossem baixas era melhor procurar a defensoria pública. Enfim, várias vezes deixei de ganhar dinheiro, poderia apenas aceitar o pagamento e deixar o processo rolar, mas por ser tão transparente com os clientes, muitos me elogiaram por isso e levaram vários cartões de visita meu, e isto fez meu nome crescer rapidamente. Então, este é um conselho que dou para outros colegas, mesmo que te prejudique e faça perder aqueles honorários que você esta precisando, resista e seja transparente pois o retorno posterior será maior. continuar lendo

Que bacana ler o seu relato, Davi, e que conselho!

Tenho procurado trabalhar dessa forma também, evitando ao máximo ações que podem ser resolvidas de outra forma ou casos que não se alinham com meus objetivos profissionais.

Tenho certeza que isso foi útil pra muita gente, como foi para mim. Obrigado por compartilhar sua experiência por aqui!

Abraços! continuar lendo

Super correto sua atitude, procuro trabalhar assim. Fico triste vendo profissionais enrolando seu cliente. continuar lendo

Notificação de texto seu, eu já venho correndo haha!
Indicações de ótimos autores! Irei ler. continuar lendo

Que legal saber disso, Juliana! Hahaha... 😊

Obrigado pelo seu comentário!

Abraços! continuar lendo

Interessante iniciativa! Parabéns e sucesso! Indico o texto "Carta aos jovens advogados", da Colega Mery Teleginski = https://meryteleginskiadv.jusbrasil.com.br/artigos/581941716/carta-aos-jovens-advogados continuar lendo

Oi, Wander!

Acabei de ler o texto da @meryteleginskiadv ! Realmente, inspirador! Salvei aqui! Haha!

Obrigado pela sua contribuição!

Abraços! continuar lendo